Página Inicial > Blog > A PRÁTICA DO BEM VIVER E A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA
balão de conversa com um lápis

Notícias

balão de conversa com um lápis

Frase da Semana

“Nós nos tornamos nós mesmos através dos outros”

Lev Vygostky
Livro

A PRÁTICA DO BEM VIVER E A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA



O Bem Viver tem sua origem com os povos indígenas do Equador e da Bolívia, que vivem em comunidade, em harmonia com a natureza e com a história, em experiências ressignificadas do viver e do saber conviver.
Este é um modo de vida bastante distante do consumismo e das grandes cidades. É um tipo de resistência dos povos indígenas ao capitalismo americano e uma alternativa ético-política e de respeito à diversidade cultural. Para os pesquisadores, o Bem Viver é conviver e saber conviver.
A forma de vida diferenciada é uma inspiração para a construção da inclusão social na escola e na sociedade contemporânea na América Latina, com um pensamento a partir do Sul, em um processo de descolonização da região.
A inclusão social na escola deve ser compreendida como a igualdade de oportunidades para diferentes estudantes, trabalhando as singularidades de cada grupo, potencializando suas habilidades e competências.
A ressignificação do saber conviver é uma oportunidade de combate ao bullying e um estímulo à autoaceitação. Crianças e adolescentes com obesidade ou que têm famílias com menor renda, adolescentes homossexuais, transexuais, afro-brasileiros, meninas, estudantes com necessidades especiais, entre outros, precisam sentir que fazem parte da escola e não estão apenas integrados ao ambiente, a partir de uma formalização do contrato escolar.
A construção da escola inclusiva requer, no entanto, investimentos em mobilidade física para dar acesso aos estudantes com necessidades especiais; a capacitação de professores para a prática do saber conviver; a criação de material didático que estimule a diversidade social e o empoderamento dos diversos grupos raciais e sexuais da escola, combatendo o preconceito, a homofobia e o machismo.
Esta iniciativa também possibilita o acesso de estudantes de menor renda, com a oferta de bolsas integrais e parciais, transformando a educação em um motor social e de mudança do indivíduo, oprimido em uma sociedade capitalista e desigual. A prática de concessão de bolsas escolares restritas aos melhores alunos infelizmente não contempla a necessidade de diferentes grupos sociais. Na experiência nacional, o sistema de cotas para afro-brasileiros e índios implantado no ensino superior é bem-sucedido e garante acesso aos que não teriam iguais oportunidades para concorrer a uma vaga na universidade. A inclusão social é também uma política pública de garantia de acesso aos serviços e direitos básicos a todos os cidadãos.
Vale dizer que a educação voltada para a inclusão social carrega a diversidade em sua essência, garantindo aos estudantes o direito de escolherem o caminho que desejarem seguir, sendo capacitados para isso. É necessário empoderar com igualdade de oportunidades, por meio da apropriação de conhecimentos teóricos, experimentos, projetos colaborativos e práticas sociais na escola.
O ensino colaborativo desenvolvido em grupos heterogêneos de estudantes contribui para a experiência de vivência dos alunos sobre o respeito às diferenças na sociedade. E o estímulo à sororidade, a amizade solidária entre as meninas, fortalece os vínculos pessoais na escola, tornando as estudantes mais fortes para as vivências na fase adulta.

Prof.ª Sandra Regina Silva
Jornalista e mestra em Mídia e Tecnologia - linha de pesquisa Gestão Midiática e Tecnológica, pela UNESP.
Professora no curso de Publicidade e Propaganda da UniSALESIANO Lins.
Endereço para acessar este CV:
http://lattes.cnpq.br/747198695400023


Balão de comentário com lápis
BLOG

Artigos

O coaching é um treinamento muito utilizado por empresas e empregados, para a obtenção de melhores resultados, com foco na carreira, sem esquecer a... A PRÁTICA DO COACHING EDUCACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA EDUCAÇÃO HUMANIZADA

Reflexões

As pessoas têm diferentes tipos de inteligência. Isso explica porque alguns aprendem facilmente música e dança, enquanto outros destacam-se em lit... O DESENVOLVIMENTO DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

Notícias

Aconteceu, nos dias 25 e 26 de agosto, o Encontro de Gestetores 2016, com o tema: “A educação especial na perspectiva da educação inclusiva”. ... Encontro de Gestetores 2016